The internet is FOREVER!

Quem assistiu ao episódio 22 da quinta temporada do seriado Criminal Minds, entitulado “The Internet is Forever”, teve uma boa ilustração de como a tecnologia e as informações compartilhadas na internet podem também ser usadas para o mal. Os assuntos abordados envolvem redes sociais, sites para compartilhar vídeos, a rapidez com que as informações são compartilhadas e acessadas, o jornalismo na internet, dentre outros. Na trama, um serial killer – que tem muito conhecimento sobre informática e a dinâmica do meio digital – escolhe e acompanha suas vítimas em sites de relacionamento, para depois atacá-las. Seus crimes são filmados e publicados, ao vivo, em um site cujo acesso ao conteúdo é  liberado somente para “degenerados” que provem sua perversidade para o criminoso.

No mesmo episódio, um outro homem – um dos que assistem os vídeos do site do criminoso –  que preza muito sua reputação de homem sério, honesto e dedicado à família, tem sua reputação completamente destruída em segundos e para sempre, após um jornalista divulgar na internet, uma matéria sobre seu envolvimento com o tal serial killer e seu site.

Apesar de ficção, o roteiro é bastante verossímil, mostrando a força deste meio virtual que, a cada dia, torna-se mais influente em nossas vidas. Ficar de fora não é mais uma opção, porém, fica o alerta para uma atitude e um comportamento responsáveis nas redes sociais, bem como para a necessidade de se construir uma identidade digital que agregue valor para sua reputação. Reflita sobre o que você divulga no Twitter ou no Facebook sobre sua vida pessoal. E se alguém digitar seu nome no Google (ou Bing, etc). O que esta pessoa vai encontrar? Lembre-se, o que é colocado na internet fica lá, para sempre!

Leave a comment

Your email address will not be published.